quinta-feira, agosto 16, 2007

LUCIANINHA - A AMANTE DOS BICHOS

Continuando o assunto tratado no último post (para quem ainda não leu e está com preguiça de procurar, é só clicar aqui)...
Não, eu não fiz canja do galo. Só o persegui. Muito. E até fiz amizade com outros de sua espécie, tive inclusive um galo chamado Fava. Não me perguntem o porquê do nome. Deve ser pela mesma razão que a minha filha tem um cavalo de pelúcia chamado Cléis. Coisas de criança. E ponto.
Na verdade, eu sempre fui fã de animais. Desde pequeninha. Tanto que uma vez a mamãe ouviu a minha vozinha lá da cozinha da casa do sítio, conversando toda animada:
- Aaaaaah... mas como "vochê" é "bunitinho"! Cê tá papando, é??? E a sua mamãe... não tá com "vochê"??? Ah, tá sozinho, é??? Cê quer ser meu amigo??? Ah, mas "vochê" é bem fofinho...
Claro que a minha mãe ficou encucada. Quem seria o amiguinho fofinho com quem eu conversava? Curiosa, ela foi até a cozinha, onde, em frente à porta aberta, eu falava calmamente com meu novo amigo que, parado a mais ou menos meio metro de mim, me olhava com cara de espanto. Era um touro enorme. Um touro que tinha ficado cego de um olho de tanto chifrar barranco. Que adorava atacar qualquer coisa que se movesse e fosse maior do que um besouro. Que uma vez havia perseguido a minha avó por todo o pomar e a fez passar o resto da tarde em cima de uma árvore. Sim. Essa doçura de touro me olhava, completamente surpreso, mas não mais do que a minha pobre mãe que, apavorada, me puxou para dentro e bateu a porta na cara dele, debaixo da minha gritaria de protesto.
Não tem jeito. Mãe sempre tem que ser assim meio estraga-prazeres. Mas pelo menos eu estou viva para contar essa história pra vocês...

============================
Atenção para a nova enquete do EEEPA. Você sabe o que é um diploscópio? Dê a sua opinião na coluna à direita e veja a resposta (no sábado) na próxima segunda-feira. Boa sorte!

18 comentários:

Hytan disse...

booom
muito bom :)

R Lima disse...

Seu blog é criativo e feito com dedicação... se é real esta família aí parabéns.. vc só precisa investir em publicidade..

Se as pessoas descobrirem seu espaço aqui vão virá fã...

Bj,



[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Cris disse...

Ai, Lu!!!
Amiguinha de um touro!!! Vaquinhas são mais amigáveis... rs
Beijos

Igor Mello disse...

Belo blog! O template é muito legal, adorei!


http://pensamentoalheio.blogspot.com

Melissa disse...

Ta vendo... inocência de criança é isso.. rs
Não tem noção do perigo.
Bjos

luma disse...

Lu, Deus protege as crianças e os bêbados!!
Uma vez fui perseguida por um vaca. Morri de medo, porque quanto mais eu corria, mais ela corria também. Quando cheguei na sede da fazenda, soube que ela queria apenas sal. Estava acostumada a se tratada com sal na mão. Uma vaquinha de estimação ao contrário do seu amigo touro!!
Bom fim de semana! Beijus

Magro disse...

Oi Luciana! Obrigado pela visita.
Ah! Voce ali batento um papo com o "meigo tourinho" e tua mãe veio estragar...KKK
Adoro bichos também!
Abraços.

Floradas de amor disse...

... 'Sonho de um dia viver
em um mundo onde não sejamos os
maiores predadores da Criação,
mas companheiros na Dança da Vida'

Boas vibrações sempre!!!
~Ana Brunini

Alex Costa disse...

Adorei a família Jacaré.
Depois vou voltar para ler mais.
Hoje tô na correria.
Depois deixa o link lá no meu blog para eu não perder o contato.
Abração

Yvonne disse...

Lu, você deve ter sido uma criança muito levada. Meu Deus!!! Imagino o susto da sua mãe. Beijocas

Salvaterra disse...

huahua! que medo desse boi! eu e minha esposa demos muita risada aqui lendo esse post! impagável!

beijão

Alê Barros disse...

Lu,
Então quer dizer que vc mora na VIla Olímpia é? Bem onde trabalho??rs
Essas suas histórias me fizeram lembrar das minhas férias na fazenda, eu adorava as vaquinhas (animal este que adoro até hj), mas tinha medo de um monte de bichos da fazenda, principalmente os gansos...rs
Sou apaixonada por animais tbém...e se fosse dona de fazenda, teria que ganhar dinheiro com plantação, porque bicho nenhum iria morrer...rs
Vc falou do galo e sabe que hj meu post fala de um galo tbém...
Beijos pra vc e pra family...
Bom findy!

Davis disse...

Lu, fiz o selo :)

DO disse...

Rsssss,só vc mesmo,LU.
Tentei votar na enquete ,mas ta fora do ar.

Beijos!!

Blog do Beagle disse...

Maravilhosa a história e só uma criança para domar um touro bravo. Na verdade, estive pensando na sua vizinha neurótica e tenho uma sugestão para você: FAÇA BAR]ULHO NA CABEÇA DELA. BARULHO DE VERDADE . Bata panela, use saltos e bata os pés, liguie o som "no último" e por aí afora. Quando ela reclamar você se vinga e diz ue se ela não se comportar, esse será o padrão. Que tal??? Bjkª. Elza

Mel disse...

Um diplo o que?

:)

Angelina disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk
gente, mas um touro???? que coragem hein! kkkkkkkk

Luciana Farias disse...

Pessoal: como vi essa pergunta sendo feita por aqui, respondo: não, eu não era levada. Só meio confiante na bondade dos outros, mesmo que esses outros fossem tourinhos chifradores de barrancos com trocentos metros de altura...