terça-feira, agosto 14, 2007

- CASO VERÍDICO...

Férias de verão, 1974. Sítio dos meus avós. Ela apareceu logo de manhã, eu fiquei completamente encantada. Nós duas éramos bem pequenas. Eu, uma garotinha de três anos. Ela, uma minhoca.

Passamos o dia juntas: ela passeou na minha mão, foi balançada na rede, embalada por canções de ninar que eu sabia de cor e salteado. Onde eu estava, a minhoca ia junto... Por fim, ela se cansou um pouco e eu, solícita, resolvi colocá-la um pouco no chão, para descansar as perninhas, ou melhor, o corpinho. Grande erro!!! Estávamos ao lado de um galinheiro, e um galo, em velocidade supersônica, a engoliu...

TRAGÉDIA!!!! Entre lágrimas, saí correndo atrás dele, gritando: "VOCÊ COMEU MINHA AMIIIIIIIIGAAAAAAAAA!!!!"

E esse é o trágico fim do caso de hoje. Quanto ao galo, durante o resto de sua vida ele foi perseguido sempre que eu o via... ou seja, por mais uns doze, treze anos...

19 comentários:

Gilgomex™ disse...

VOCÊ COMEU MINHA AMIGAAA?

começo a achar que ess blog deve ter idade mínima para o leitor...
rs

João M disse...

Que memória boa você tem, Lu!!!
Eu não lembro de quase nada dos meus 3 anos.

Beijos

Magro disse...

Pobre minhoca...! KKKK
Gostei do texto.
O link ja eta lá; obrigado.

Cris disse...

Nossa, Lu, tudo que eu lembro dos meus três anos é a chegada do meu irmão... E ainda assim, minha mãe diz que eu misturei as estações... rs
Beijos

Yvonne disse...

Tadinha de você, tão pequena e tendo que presenciar esse crime, rsrsrs. Beijocas

Alê Barros disse...

Luuuuuu...rs
Só não me diga que mais tarde pra se vingar tu comeu o galo...rs
Beijos e obrigada por me achar uma doçura...vc tbém é e adoro vir aqui...sua família deve ser demais.
beijos

DO disse...

Mas e ai,o galo foi comido??

rsssss

simone disse...

Rsrsrs....amor de crianças e mesmo lindo. Amigo é amigo mesmo que seja um rastejante!

Beijos

chê! disse...

Espero que a galinhada feita com ele tenha ficado bem boa, mesmo ele não sendo uma galinha. xD

maray disse...

isso de minhoca...minha relação com elas era só pra pescar. Mas já catei minha filha, com uns dois anos, por aí, com uma metade de uma minhoca na mão...a outra na boca! Eca! Enfim, tudo é proteína, né?
beijão

Lunna disse...

Vou te contar, delirei por aqui, afinal, tenta entender o ponto de vista de uma minhoca e de um galo. Risos multiplos.
Ainda bem que você só tinha 3 anos. Nossa! Que maldade essa minha.
Beijos

Re_Ventani@ disse...

Como sempre me divirto com suas lembranças e seus casos.

Beijocas queridona

Mel disse...

Tão pequena e já vivendo tragédias da vida...

:)

Estou de volta, agora com netinhos!

Beijos

Salvaterra disse...

"as galinhas que estão no quintal já comeram duas minhocas mas eu não vi.

vi uma nuvem pequena
coitada da minhoca
acho que ela não viu"

- eu e o sol, joana em 'perto do coração selvagem'. clarice lispector.

ilário, parabéns pelo jeito certo de contar.
beijão.

Vivien Morgato : disse...

Adoro suas histórias, ainda bem que vc sacou que essa família merecia um brógui....rsrs

Mário disse...

Pobre minhoca...rs. Se eu fosse você mandava esse galo pra panela. Abraços.

Melissa disse...

Que doçura este post Luciana!
Adorei...
Essa inocência de criança é o máximo... rs Mas q memória boa vc tem hein!!! É q tem coisas q marcam mesmo né, ainda mais uma tragédia dessas.. rs rs
Bjos

Blog do Beagle disse...

kakakakakak linda!!!!!!!!!!!! Galo bandido, né? Bjkª. Elza

Luciana Farias disse...

Aviso a todos: Não, o galo não foi comido... tadinho, já não basta ter sido perseguido por todo o resto da vida dele??? Mas isso me remete a outras histórias, contadas futuramente em outros posts...

beijão a todos!!!