sexta-feira, julho 13, 2007

O MISTÉRIO DA CASCA...VEL

D. Casca Vel foi o apelido gentilmente dado pelo papai à vizinha que morava no apartamento abaixo do dele. Ela era aquele tipo de pessoa bem agradável de se conviver, com a cara sempre amarrada e que ligava a cada cinco minutos para reclamar de alguma coisa: que o meu pai estava tocando piano à tarde, que a diarista estava varrendo, que o meu irmão chegava em casa de madrugada (por acaso ele trabalhava das duas da tarde à meia-noite), ou que o cachorro andava em cima da cabeça dela. Quanto a essa ultima afirmação, a resposta do meu pai, antes de bater com o telefone na cara da mulher, foi:
- A senhora me desculpe, mas infelizmente ainda não conseguimos ensinar o nosso cachorro a voar...
Mas Dona Casca Vel não sossegou. Azucrinou tanto que baixaram uma norma no prédio que se houvesse reclamação por causa de cachorro, o animal seria sumariamente expulso. Pois é.
Depois de algum tempo, os meus pais se tocaram que de repente a vida deles estava mais sossegada, sem telefonemas ou reclamações. Foram perguntar ao zelador e souberam que a Casca Vel tinha resolvido dar uma morrida.

E aí...

...desde que soubemos da morte da vizinha dos meus pais, começamos a ter problemas com a vizinha daqui de baixo. É só estarmos quietos no nosso canto, que lá vem o interfone com ela reclamando do barulho (que não fizemos). Ou então ouvimos o cabo da vassoura batendo no nosso chão. Nunca vimos a cara da mulher, não sabemos o seu nome e ninguém daqui do prédio sabe quem ela é!

Conclusão Plausível: a vizinha daqui de baixo é, na verdade, o fantasma de Dona Casca Vel que, sabe-se lá por que, resolveu aparecer aqui por essas bandas para nos assombrar. Só pode ser!!!!

Bom... mas toda esse história aí acima é para contar o que aconteceu há uns dois dias. As meninas aqui do prédio vieram brincar com as minhas e, de repente, no meio de toda a arrastação de cadeira e algazarra que elas estavam fazendo, só ouco a Juliana dizer:
- Genteeeeee... vamos fazer menos barulho, senão a assombração lá do apartamento de baixo vai brigar conosco!!!

20 comentários:

DO disse...

Recomendo chamar os.... CAÇA-FANTASMAS,LU,heheheh

Ou um belo padre ( eca ) exorcizador,heheheh


Beijos!!

Angelina disse...

kkkkkkkkk
poxa vizinho chato é um saco mesmo. Tem uns totalmente sem noção!

PULCHRO disse...

já pensou em jogar agua benta na porta da vizinha?
Vizinhos assim ninguém merece.

Mel disse...

hahahahahahahaaa
Só pode mesmo ser a assombração da vizinha, não pode ter outra explicação!

:)

Adorei!

Vivien disse...

meus vizinhos enchem a minha paciência por causa dos meus dois gatos pretos. Mas eu acho que é medo mesmo...vou espalhar que sou bruxa e garanto que eles fecham o bico!!!;0)

maray disse...

eu costumo reclamar do pigarro do vizinho. O maridão acha que sou reclamona demais. Só porque a gente mora em casa térrea e o vizinho pigarreante mora na frente...é que eu tenho ouvidos longos e paciência curta, fazer o quê?? :)

Elza disse...

Vizinhos barulhentos, graças a Deus o s meus mudaram de casa1
rsrs..
menina, ficou lindo o cantinho assim1
Adorei!
Bom final de semana.
=]

Tatiana disse...

Eu tinha uma vizinha que fazia barulhos medonhos. Era um tal de ai, ui, não pára, não pára que deixava todo mundo louco.
De inveja.
Poruqe aquele mulher sabia de divertir de um jeito, aquela mulher não era normal, não é possível tanta animação e tanta felicidade!
Como solucionei o problema.
Um dia bati na porta dela, erámos visinhas de parede mesmo. Pedi que ela sentasse em minha sala e entrei no quarto dela e comecei a gemer alto.
Ai, meu Deus, que loucura, mais , mais , mais, mais! Não pára! Não pára, não pára que se parar eu morro!!!

Quando voltei para minha sala, ela estava roxa, vermelha e de listrinha. Parecia que eu estava gemendo no colo da mulher. Ou seja, quando ela fazia aquele escarcéu todo, a familia acompanhava ansiosa o desfecho, torcíamaos e tudo por ela ou pelo cara! Loucos que a cabasse logo para podermos ouvir sossegados a novela.
Eu disse:
-Entendeu agora?

Ela saiu calada e ficou calada por muito tempo

Karina disse...

Essa vizinha cismou com a família, hein??? :o)
Na casa onde morei era + fácil contar os dias q não tínhamos problemas com vizinhos, era tudo: soltavam balão no quintal, gritaria, música alta, fogueiras. Só tínhamos sossego nos dias de chuva e frio, qdo todos ficavam encolhidinhos em casa.
Agora no ap tá mais tranquilo e espero q continue assim. Bem, tirando umas figuras q fumam e soltam pum no elevador. rsrsrs
Bjks e um ótimo fim de semana pra vc e pra toda família!!!

willxu disse...

Joga sal Lu. Primeiro joga um punhadinho. Se não der certo vai lá embaixo, toca a campainha, e quando a assombração abrir a porta joga um saco de sal no meio da cara dela. Se mesmo assim não funcionar, quando ela estiver passando embaixo da varanda joga um amarrado com 10 kilos na cabeça dela. Enfim, sal é um santo remédio pra afastar assombrações vivas ou mortas. Beijokas nas bochechas.

Ps:Não ensine isso pras meninas que elas podem fazer de verdade.

Pepe Luigi disse...

Luciana,
Caramba, poxa que tem vizinho ruim pra chu-chu.

Um beijinho
do Pepe.

Anunciação disse...

Espero que esse problema se resolva o mais rápido possivel.Detesto gente que implica com animais.

Bel disse...

Tive uma vizinha quando morei em Teresópolis que era um saco . Uma vez ela bateu em minha porta para eu abaixar o som que estava incomodando ela ... Detalhe , eu não tinha som !!! risos .
Obrigada pelo elogio a minha filhota mas como mãe coruja , só posso concordar !
Beijinhos ,
Bel .

Edson disse...

Hummm. Já tentou exorcismo?
Ou chamar um pai de santo para uma sessão de descarrego no prédio...
As suas filhas são muito engraçada, heim!!!
Bjks

Blog do Beagle disse...

Certa vez, muitos anos atras, eu estava sozinha em casa. Era domingo à tarde. Fazia frio e eu estava enrolada no cobertor assistindo TV. Alguém bateu na porta e surpresa, atendi. Ela o vizinho de baixo reclamando que eu estava martelando alguma coisa. Até hoje eu penso que as culpas dele o incomodavam, pois, não só eu não estava batendo nada, como também não ouvi qualquer martelada. Será que ele é parente da sua vizinha? Bjkª. Elza

Meire disse...

Lu este lance de vizinha é "fodera", tive uma q era um horror, ela pendurava os lençoes na diagonal no balcao dela (aqui na euroa é normal isso) mas na diagonal ficavam mais compridos e entravam praticamente dentro do meu balcao, quem via de fora parecisa bandeira de Santo Rei.
bjs

Maith disse...

hahahahahahaha
só você mesmo para inventar uma história dessas! Amei!
O segundo capítulo do meu conto está lá a espera das visitas e comentários. Apareça

Jack disse...

HAHAHAHAHAHAHA
Só pode... mas ninguém merece né?
Bjocks

luma disse...

Ah! Dizem que crianças têm sensibilidade para coisas do além...histórias de condômino!! Sei de cada uma!! Vale chamar um padre para benzer, se caso existirem barulhos fora de hora! hehehe
Boa semana! Beijus, Luma

simone disse...

Estou em transito, parei para dar uma olhadinha e rir um pouquinho, só entrei na sua pagina porque sabia que aqui ia achar coisa boa. Adorei, voces são demais.
Beijos