quinta-feira, fevereiro 21, 2008

VÓ AMÉLIA

O post de hoje é uma homenagem à minha avó paterna, que há um ano partiu daqui para ir perder as chaves de São Pedro lá em cima. Porque se há coisa que a Vó Amélia sempre teve mania foi de chave, ela andava com uma coleção pendurada na cintura, e outra maior ainda guardada na gaveta, tanto que brincávamos que ela tinha todas as chaves do portão do céu.

Vovó também era ecologista. E isso bem antes de se falar em ecologia. Ela sempre amou bichos e, quando se mudou para o sítio, no início da década de 70, proibiu a caça lá dentro. E ai se ela achasse alguma arapuca, virava uma fera!!! Quanto à pesca no lago, ela só era permitida fora da época de desova dos peixes e, ainda assim, com um limite de peixes. E isso se enquadrava também aos filhos, claro. Ou mais precisamente ao meu pai, que sempre dava um jeito de pescar mais de um peixe, na época permitida. E como a Vó Amélia sabia disso, sempre que via o papai pegar varas e anzóis, ela dava um jeito de ficar de olho nele, e ele por sua vez tinha que imaginar uma forma nova de burlar a vigilância. A regra era trazer somente um peixe para casa? Tudo bem!!! Ele levava um, e os outros ficavam escondidos em um balde com água, em algum canto obscuro. De madrugada, o balde era contrabandeado para cima da geladeira da cozinha, e ficava lá enquanto o meu pai limpava calmamente o seu peixinho. Lá pelas tantas, a minha avó aparecia:
- Foi esse o que você pescou, Zé?
- Claro, mãe, claro...
- Não pegou mais nenhum???
- EEEEEEEU??? - (cara de anjinho barroco) - Claro que não, mãe, só posso pescar um!!!!
- Hmmmm... isso mesmo... ué, você não está ouvindo um barulho, Zé???
- Barulho????? EU NÃO!!!!
- Como não??? Parece que vem do lado da geladeira, é um barulho de coisa batendo e... - (um dos peixes do balde estrategicamente escondido em cima da geladeira, após se debater MUITO, conseguiu virar o balde com água e tudo, caindo, claro, no pé da minha avó) - ...O QUE QUE É ISSO, ZÉ?????? SEU BANDIIIIIIIDO!!!!!! O que esse peixe estava fazendo em cima da geladeira?
- Não sei, mãe... será que ele foi nadando???

...E nunca mais que o meu pai conseguiu pescar mais de um peixe. Dona Amélia, fiscal oficial do Sítio Três Marias, sempre estava de olho. Tanto perto do lago, como na geladeira!!!

15 comentários:

Vivien Morgato : disse...

avó é tudo de bom...e avó ecologista?? vixe.;0)

Cris disse...

Ai que linda a sua avó, Lu!!!
Não é à toa que vcs são tão fofos!!!
Beijos

Better Together disse...

Adoreiii!
Dona Amélia devia ser um máximo!
A mais melhor de todas! auhauhauahuha
Que vó mais legal!
=)

Beijo Grande!

Marco disse...

Rá! Rá! Rá!...
O nosso bom J.F. já aprontava, não é?
O peixe foi nadando, é? Ele devia estar com muito calor lá no laguinho, aí quis se refrescar na geladeira...
Muito bom, Luciana. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

» NaY « disse...

Kkkkkk
Tá vendo?!
Mentira tem perna curta!
rsrs

Xeru
=***

J.F. disse...

Lu, filhota.

Não era um peixe a mais. Eram DUAS trairas a mais! KKKKKKKKKKKKKKKKKK!
Sua avó era figura única. Vai lá no meu blog que eu também estou contando uma das histórias sobre ela... aquela em que ela "furtou" um carro, aqui em Itatiba.
Beijão, Paiê.

DO disse...

Pois eu achei muito fofa a sua vó,LU.
Pessoas assim como ela são cada vez mais raras.

Bacio!

Gabriel Lezcano disse...

"Euuuuuuuuuuu!!!!!" kkkkkkkkk ahuauahuhauhuah.........

Conheço uma pessoa qui diz: "negue até a morte".

Eu imaginei a cena de seu pai flando isso com sua avó.
kkkkkk
deve ter sido muito engraçada.

Mas no fundo eu acredito que sua avó era como eu sou. Eu nunca matei um boi e nem mataria, mas se o visse pronto e frito com arroz e feijão eo o comeria em homenagem ao grande exemplo de boi que foi um dia.

Matar eu não mato, mas como para não fazer disfeita.

E ai... sua avó comia os peixes?
E os peixes da geladeira... foram libertados no açude ou libertados para vida eterna?

o melhor da net - minhas estórias

Your Soul disse...

Lendo teu pai descobri donde vem o distraimento da família....s
beijos Lu

ViviMaia disse...

hauahuaha
amei sua avó
^^

Lucianaaa, obrigada pelo comente, fiquei feliz de você ter gostado do post e tudo mais, amizade verdadeira tem q ser conservada neh?

Gosto muito do seu blog, me sinto bem aqui.
As histórias são demais, e sou feliz por ter a oportunidade de ler um blog tão bom.
Parabéns por tudo
e tenha certeza q sua vó está com todas as chaves do céu
:)


Bjos
s cuida
fica com Deus você e sua família.

Nadezhda disse...

Tinha uma tia-avó chamada Amélia. Uma das melhores pessoas que conheci.

Lembro de várias vezes que ela ia me buscar na escola pra comprar pipoca, geléia, essas coisas.
Não gostava de ser sedentária.

;)

Magui disse...

hehehe.Pensou que tapeava D. Amélia.Bem feito!!!

luma disse...

As mães fingem de bobas, percebi isso! Pegou o J.F. com a boca na botija!! Sua avó era uma figura! Vi o causo que seu pai contou lá no blogue dele. Achei que era distraída, mas nem tanto assim! (rs*) Bom fim de semana! Beijus

Blog do Beagle disse...

kakakakaka pareceu conversa de surdo e mudo kakakaka Muito bom! Bjkª. Elza

Itiro disse...

que bom ter tantas e boas (e engraçadas) lembranças da sua avó! Li tb o texto do J.F. e ri muito ali tb!
Sempre que estou meio down, venho ler os seus textos. Vc não imagina o bem que me faz!
Um grande abraço!