quinta-feira, fevereiro 14, 2008

LUCIANA E OS ESPORTES...

Sabem aquela pessoa completamente descoordenada para qualquer tipo de esporte, incluindo bolinha de gude, peteca ou uma simples corrida? Aquele ser que não consegue conceber como alguém consegue acertar uma bolinha em uma mesa com uma raquetinha e ainda jogar contra uma outra? Aquele ser que pra conseguir jogar uma bola pra frente em uma roda de vôlei precisa virar de costas? Pois é. Era eu. Diria que, como esportista, eu sempre fui uma ótima desenhista. Não sei correr. Não sei andar de patins. Não sei andar de bicicleta. Não sei pular corda. E não foi por falta de tentativa, para alegria e divertimento de amigos e familiares. Até hoje me lembram da cena famosa de eu tentando me equilibrar em cima de oito rodinhas de patins em um parque e berrando:

- Onde que fica o freio desse troooooooooooooooçoooooooooooooooooooo.... (cataploft)

O meu oposto em relação aos esportes sempre foi a minha prima Maria Paula, 19 dias mais velha que eu, que sempre teve jeito para tudo e nunca se conformou de eu não ter jeito pra nada. E foi assim que um belo dia, lá pelos nossos 14 anos, ela cismou de me ensinar a andar de motocicleta:
- Vamos, Lu!!! É facinho!!! Eu vou sentada na garupa da moto e você me leva!
- Hmmmm.... mas você tem certeza, Má???
- Claaaaaaaro! ATÉ VOCÊ consegue.
- Bom, se é assim... mas você sabe que eu...
- LU!!! Vamos!!! É fácil!!! Eu vou sentada na garupa! Vamos, segure o acelerador.
- Onde que é o acelerador?
- É aí onde você está pondo a mão.... não.... nããããããão.... NÃÃÃÃÃOOOOOOOO!!!!
Bom, foi nesse momento que, após andar meio centímetro eu virei a moto (que era daquelas pequeninas, ainda bem) e, num lance de uma completa inteligência, ainda tentei segurar todo o peso com o pé. Derrubei motocicleta e Maria Paula em cima do meu pé. Minha prima só então lembrou-se do detalhe de que, para se aprender a andar numa motocicleta é preciso antes saber se equilibrar em cima de uma bicicleta. Mas até que foi bacana, porque nas três semanas seguintes, quando vinham perguntar na escola por que eu estava com o pé engessado, eu fazia cara de importante e só respondia:

- Acidente de moto...

24 comentários:

Sílvio Moura disse...

A cena certamente foi divertidíssima. Eu não teri coragem nem subir na moto.

http://www.pulchro.blogspot.com/

Marco disse...

Nossa, Luciana... Que coisa, heim? Mas, para te consolar, Deus te deu uma habilidade para o desenho que eu vou te contar!
às vezes me dá vontade de escrever um livro só pra você ilustrar! Adoro os seus desenhos! Toda a minha infância de gibizeiro vem à tona quando vejo seus belos riscos.
Tá vendo? Eu sei andar de bicicleta mas não sei desenhar nadica de nada!
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Gabriel Lezcano disse...

"...sempre teve jeito para tudo e nunca se conformou de eu não ter jeito pra nada."
kkkkkkékkkkkkkk

você é hilária.

até lembrei de uma estória sobre motos...
vou por no meu blog...
passa lá heim e comente.

http://gabrielvoyage.blogspot.com

Vivi Maia disse...

hauahua
essa foi boa
"Para me mostrar dizia :
-Acidente de moto"
hauahuahaua
gostei
Pelo menos vc encontrou seu talento não é?
Você é uma bela desenhista,não disse isso no cment anterior, mas estive a ver seu blog com seus desenho e já li boa parte do seu blog, rapidamento já me tonei fã da sua família e das histórias vividas e que são tão bem escritas por você. Parabéns novamente e tudo de bom para sua familia!
Uma pergunta apesar dessa sua "facilidade" com esportes e motos, você aprendeu a andar de moto e a dirigir?
Fiquei com Deus. Até mais.

DO disse...

Eu sempre gostei muito de esportes,LU,mas nunca gostei de motos. Tenho panico.

Alias,por coincidencia,acabei de receber um tel que uma pessoa pra la de especial teve um acidente de moto.

Corajosa vc,viu.

Bacio!

http://www.ramsessecxxi.blogger.com.br

Anônimo disse...

hahahaha! Esta me faz lembrar minhas duas filhas, a esportista e a... bem, a outra. M. ganhou uma bicicleta nova e convidou a irmã para ir até a escola na sua garupa, mas na primeira pedalada a de trás caiu e a da frente nem percebeu. A "caida" voltou pra casa chorando e a outra só quando chegou na escola viu que faltava alguma coisa na sua garupa.,, uai?
Maith

Blog do Beagle disse...

Meu marido chegou em casa, noutro dia, com cara de dor e um enorme brilho nos olhos: "- Sofri meu primeiro acidente com a moto!!!" disse-me ele naquele mixto de felicidade e dor que só os homens conseguem viver. Prá encurtar. Ele ralou o dedõ do pé esquerdo no chão ao tentar movimentar a moto para estacioná-la... Eu aguento??? Fiz um enorrrrrrrrrme curativo kakakakakaka Bjkª. Elza

Raquel Linhares disse...

hahahahahahahahahahaha
Eu me li nesse post. Nunca tive jeito pra nada que envolvesse atividades motoras. Desenho, inclusive (essa é a diferença). Pintar dentro das linhas já é complicado!
Não sei andar de bicicleta, toda vez que eu corria, quando criança, caía (por isso tenho 300 cicatrizes nos joelhos e cotovelos), não sei me posicionar nas fotos (sempre arranjo alguém pra abraçar), não danço, não sapateio e nem totó eu sei jogar direito!
Passa no meu blog que tem o desfecho da história dos nomes!
Beijos

Cris disse...

Oiê!!!
Lu, percebo uma grande afinidade entre nós... Eu sei andar de patins e nadar, mas é só.
E tb não ando de bicicleta... rs
Beijos

Marina disse...

Eu sou pior que você com esportes. Sem sombra de dúvids!!

Meire disse...

Ai Lu, me vi to teu post.
Eu tb nao sei andar de bicicleta, nem de moto, nem de nada, nao sei nem jogar pedra, eu miro là e ela cai no meu pè..rs pode?
Pode.
Ateh pra jogar meu bouquet de casamento eu errei a mira...minha tia pediu que eu mirasse uma prima, e nao é que consegui acertar o lado oposto? rs
Ele me chamam de mao boba...rs

bjs

Marina disse...

É o Fabis, sim, Lu. Seu amado colega Hufflepuff. =P

Karina disse...

Lu, eu tbém nunca levei jeito pra esportes, só fui aprender a andar de bike aos 16 anos e esqueci como era aos 18, :D. Em natação era boa, mas amo água, então nem conta.
Uma vez participei do time de handball como goleira, durante um bom tempo era sempre a 1a escolhida. Mas isso tbém é facilmente explicado, pois sempre fui altona e ficava fácil fechar o gol. Aliás, só descobri essa vocação ao receber um castigo na aula de Ed.Física, pq estava matando os exercícios para os quais eu não tinha a menos aptidão. :D

Your Soul disse...

Ai Lu, rsrsrsrsrsrs
Certas coisas só acontecem com vc mesmo....rs
Beijos lindona!

Ciça Donner disse...

Mas nem bicicleta??? Lu, quem ensina as meninas?????

Kenia Mello disse...

Até que com os esporte sempre fui ajeitadinha, mas nunca coonsegui andar de skate, patins e bicicleta. Um trauma, sem dúvida. Hehehe

Beijos.

Vivien Morgato : disse...

parecia a selvagem da motocicleta?
;0)
beijos.

simone disse...

Nossa amiga, se é mesmo assim melhor você ficar ai quetinha rsrs....

Beijos

Mayh disse...

Oieee
Td bem??
Eu sou novata com o blog e gostaria de saber se vc poderia me dar umas ajudas???

Seu blog ta lindo!

O meu ta aki

↓↓↓↓↓↓

http://blogdamayh.blogspot.com

Bjus

Nadezhda disse...

Eu também nunca levei jeito para esportes. (E nunca tive muita vontade também).

Mas comigo aconteceu pior, eu consegui cair de uma moto parada. A sorte, foi que só duas pessoas viram!

;)

Lino disse...

Lu:
Ótima a história. Andar de modo sem antes andar de bicicleta só mesmo quando somos jovens.

casualeblog disse...

E a experiência ficou guardada para sempre! No fim das contas, é isso o que importa! O momento deve ter sido engraçado, apesar das dores da ocasião!
Beijo, Lu.
Mel

Mario disse...

Lu, sem saber andar de bicicleta nem pensar em tentar uma moto...rs. mas que andar de moto é "bão dimais", isso é...kkkkk

Nina disse...

É filha!
No pronto-socorro ortopédico até riam da nossa cara, de tanto que íamos cuidar dos seus entorses. Pelo menos há cada 15 dias estávamos lá. Por coincidência, sempre após você ter, na ginástica, aula de volei, né?
Também, com uma mãe tão "esportista" como eu, você teve a quem puxar.
Beijos, querida